Robbie Jacks


Escrevi esse texto no ano passado. Hoje faz 15 anos que minha mãe se foi.

15 anos.

180 meses.

5475 dias.

E dói do mesmo jeito.

Às vezes tento me ver lá no futuro, com a idade dela quando me deixou. E só consigo me ver assim, sentada no seu colo. Uma velhinha sentada no colo de outra velhinha. A imagem de minha mãe está congelada em 2002, e é assim que vai ser para o resto da minha vida.

Com suas mãos delicadas e fofinhas, ela vai acariciar meus cabelos grisalhos, vai limpar as lágrimas do meu rosto já muito enrugado, vai me deixar aninhar em seu colo o meu corpo já cansado da vida e suas batalhas.

Quem sabe vai fazer um carinho nos netos, dar-lhes um beijo estalado como só ela sabia fazer e contar-lhes histórias de como a mãe deles era arteira igualzinho a eles quando pequena.

Embora o calendário marque 15 anos de sua ida, a verdade é que o tempo não passa pra quem fica. Parte de mim ficou presa em 12 de setembro de 2002. A espera para recuperar esse pedaço de mim é longa, melancólica e desesperadora. Mãe, eu quero seu colo hoje, quero seu cheiro agora, sua bronca neste minuto, sua comida na hora do almoço, sua música tocando na sala, quero tudo aqui comigo. Mas só tenho lembranças. Não dá pra abraçar lembranças como abraço esse travesseiro que abafa meus gritos.

Por favor, volta logo, mãe. Ou me deixa ir com você.


______________________________________________
Cheguei em casa, e me dei conta: hoje faz 14 anos que perdi minha mãe.
14 anos. 

168 meses. 

5.110 dias. 

Não vou nem calcular as horas, não tenho régua para medir o tamanho desse abismo que se alarga com o tempo e torna cada vez mais distante o último dia que te vi na Terra.

5 estádios de futebol lotados. 

8467314 hectares de uma fazenda no Nordeste. 

Um Romeo Beckham inteiro. 

3 voltas ao redor do mundo e 1,5 viagem à Lua. 

3 faculdades e 1 mestrado. 

Incontáveis namorados. 

2 matrículas no Município, 1 exoneração. 

9 empregos. 

836527488958727262 dúvidas. 

0 certezas. 

1 vida adulta inteira. 

Me faltam medidas, termos leigos, não consigo fazer aproximações, mas o tempo me diz que passei os últimos 14 freaking anos sem você, mãe.

Mas eu não acredito nessa matemática. Ainda ontem conversamos sobre coisas da vida, lembra? Te falei dos meus sonhos, você me falou das suas esperanças para mim. Eu lembro, foi ontem: você me falou que ia ficar tudo bem, encostou seu nariz no meu, senti o cheiro da tua respiração, e novamente éramos apenas um, corações batendo em uníssono, num abraço tão terno que ainda sinto seu calor em minha pele.

E eu ainda sinto tudo, mãe. Quando a saudade dói muito forte, sinto seu cheiro numa lufada de ar. Quando preciso de um tapa de realidade, é a sua voz que ouço. Quem me afaga os cabelos nos sonhos, com suas mãos delicadas e fofinhas é sempre você. São 14 anos para os outros; para nós, o tempo parou. Eu sempre vou ter te visto pela última vez ontem, falado contigo ontem, recebido um beijo e uma bronca sua ontem. Vão passar 14, 24, 44 anos, mas o nosso último encontro sempre terá sido ontem. No meu ontem, que não se afasta da memória por esse covarde chamado tempo. Ontem, eu e você éramos nós. Ontem ainda estávamos juntas.

Amanhã vou ter a sua idade quando se foi, mas nossa relação permanecerá a mesma. Me sentarei no seu colo, no alto de meus 65 anos, e te beijarei o pescoço, e te farei cosquinha, e te direi que és a melhor mãe do mundo, a mais linda, a mais cheirosa, e te pedirei que nunca me abandone. E você continuará linda, cheirosa, com esse seu sorriso largo e olhos bondosos, afagando os cabelos da sua Betinha e prometendo que sim, estará comigo, como esteve ontem, e estará hoje, assim que o relógio bater meia-noite, e o presente se tornar apenas mais uma lembrança.
0 comentários | | edit post
Reações: 
Robbie Jacks
Eu já falei sobre lugares deliciosos e baratos para comer, sobre atrações de graça para curtir em Las Vegas, te contei algumas coisas que talvez você não saiba sobre Vegas, mostrei como a Fremont Street é legal, te ensinei a lacrar nas fotos do museu de cera Madame Tussauds e agora é hora de falar daqueles lugares que são o MUST, do tipo "não pegue o avião de volta sem ter visitado esses lugares".


E por que eles são legais, Robbie? 

Bom, muitos são cartão-postal da cidade; outros são experiências muito legais que passei e gostaria de compartilhar com vocês. Quem sabe vocês não gostam também? Estão prontos? Então vamos lá!!




Sério que você vai a Las Vegas e não vai dar uma voltinha na maior roda-gigante do mundo? Impossível, né?


É muito, muito alto


Então, a High Roller é a atração principal do The Linq, um dos centros de entretenimento da cidade. São 28 cabines onde cabem 40 pessoas. Nós demos muita sorte de ir na baixa temporada: em nossa cabine havia apenas 4 pessoas! A roda-gigante para em pontos estratégicos, e uma televisão dentro de cada cabine conta um pouco da história da cidade e dos pontos que vemos de lá de cima, além de tocar música nos intervalos.




Uma volta dura mais ou menos 30 minutos, e custa a partir de $22 por adulto. Ah, e tem mais! Você pode levar sua própria bebida para dentro da cabine (alcoólica ou não) ou pode contratar o "happy hour" deles, onde um bartender faz quantas e quais bebidas você quiser nesses 30 minutos de passeio!


Olha essa vista!


Em seu ponto mais alto, a High Roller atinge 168 metros e proporciona uma das vistas mais bonitas da cidade, concorrendo diretamente com o Stratosphere, que é nossa próxima parada ;)


2. Stratosphere Tower Experience



Sim, tava um frio do kct
Assim como a High Roller, o barato do Stratosphere é a vista. A 350 metros de altura, ela pode ser apreciada de várias maneiras: do restaurante, do deck de observação ou dos brinquedos.


Deck: por 20 dólares, você tem acesso a dois decks, um interno e um externo, e fica lá o tempo que quiser.

Restaurantecomo falei aqui neste post, é uma das melhores opções para apreciar a vista, pois o que se pagaria de ingresso você transforma em consumação.

Thrill rides: todas as atrações do Stratosphere testam sua fé em Deus e seu medo de altura. Uma delas é o bungee jump (que custa cerca de 120 dólares), que te joga do lado de fora do hotel direto na Strip, na altura do 108° andar. Além disso, os brinquedos Big Shot, X-Scream e Insanity (com ingressos a partir de 25 dólares) prometem a adrenalina dos parques de diversão multiplicada por 109 andares de distância do chão!


Como vimos nas duas dicas acima, juntar hotel com parque de diversões não é nada incomum nessa cidade louca chamada Las Vegas. No hotel New York, New York, também é possível liberar a adrenalina na sua montanha-russa. Com um giro de 180 graus bem em frente a uma réplica da Estátua da Liberdade, a Big Apple é diversão garantida para toda a família. Ingressos a partir de $15.







Ao lado do hotel MGM Grand está uma das atrações mais deliciosas de Vegas: a loja de chocolate da M M's. São 4 andares de muita fofura, música e gente alegre, além de todos os tipos de souvenires imagináveis, de caneca a travesseiro, tudo com a carinha dos chocolatinhos coloridos.

No segundo andar está a famosa parede arco-íris, onde você pode escolher entre 22 sabores para levar para casa, incluindo os inusitados menta, s’mores e torta de abóbora. E ainda pode provar!!




No terceiro andar, você pode deixar seus M M’s com a sua cara! É que eles personalizam os chocolatinhos, então você pode criar frases de até 16 caracteres para decorá-los. E aí, o que você escreveria neles?

Já o quarto andar tem um carro de corrida de verdade em exposição, e todos os souvenires são relacionados a carros. É muita fofura junta, gente!









Outra loja deliciosa de se visitor é a Hershey’s. São mais de 800 variedades de doces na loja, que fica dentro do New York, New York. Como o hotel faz referência à cidade eternizada por Frank Sinatra, ele tem uma Estátua da Liberdade na porta, como comentei lá em cima. Aí a Hershey’s, pra não ficar por baixo, foi lá e fez três Estátuas da Liberdade, mas do jeitinho que só uma loja de doces pode fazer, dá uma olhada:



Essa é toda de Jolly Ranchers


Essa foi feita com mais de 300 kg de puro chocolate ao leite

Essa foi feita com meu doce favorito, Twizzlers


Vegas sendo Vegas, né, mores?

Ah! Eles também têm uma parede arco-íris com vários sabores do chocolate Kisses para escolher. Delícia!







Quer você beba ou não refrigerante, a loja da Coca-Cola vale a visita. Já na entrada, um urso polar gigante te recebe com um abraço bem fofinho:


Mas cuidado! O que ele tem de fofo ele tem de sacana. Olha o que ele fez comigo:



Ele mordeu minha cabeça, esse fio duma ursa!


O legal é que você pode fazer fotos com a sua própria câmera ou comprar a foto oficial deles, que vêm até com fundo personalizado:


A loja tem um mundo de souvenires da marca, um mais fofo que o outro. Tem até uma seção vintage no segundo andar, só com estampas antigas da Coca-Cola.


Desolée que não trouxe um desses 

Outra coisa muito legal é o “Around the World”, onde você experimenta refrigerantes de vários países. Nós compramos as bandejas (são duas) e gravamos nossa experiência, dá uma olhada:












  


Até o Minion tá contente de ter chegado na França

Las Vegas é uma cidade com várias outras cidades dentro. Se você quiser se sentir na Europa, por exemplo, basta entrar no Grand Canal Shoppes, que te leva numa viagem a Veneza, ou visitar o hotel Paris Las Vegas, que tem uma réplica da Torre Eiffel para nenhum francês botar defeito!



As bases da Torre ficam dentro do próprio hotel e são um espetáculo de arquitetura

Com preços a partir de 10 dólares, um elevador te leva até o topo da estrutura, a 50 andares (140 metros) de altura. Tudo bem, é metade da altura da Torre Eiffel original, mas eu garanto que a vista de lá é maravilhosa! Além disso, a torre tem um restaurante no 11° andar, que também é tudo de bom.



A vista é incrível

Ah, deixa eu te dar uma dica: quando você estiver lá em cima no deck de observação, você vai ver uns buraquinhos no chão da plataforma. Se você colocar a lente da câmera bem nesses buracos, vai conseguir fotos incríveis como essa aqui:






Irado, né?







Tem como ir aos Estados Unidos e não passar num outlet? Eu acho que não! Se você concorda comigo, então o Premium Outlets é parada obrigatória. Na verdade, são dois shoppings diferentes: o South, ao sul da Strip, é fechado, e tem lojas mais conhecidas dos brasileiros. Eu fui no North, que fica perto da Fremont Street, que é a céu aberto, e também tem várias marcas queridinhas da gente: Adidas, Hugo Boss, Tommy Hilfiger, GAP, Calvin Klein, etc.


Eu só fui pra brincar de experimentar, hahaha


Os descontos não são tããão maravilhosos assim, mas tem como melhorar: lá eles distribuem uma revista mensal com cupons de desconto para utilizar. Você também pode pegar esses descontos no site. Daí é só levar e aproveitar!










É uma "atração"? Não, não é. Mas é o máximo dos máximos e uma das melhores barganhas que você vai fazer em Vegas se gosta de álcool e bebidas frozen.


Fat Tuesday no café, no almoço e no jantar!


Sério, ele vai ser seu melhor amigo lá, já que em Vegas é permitido beber em qualquer lugar, a qualquer hora. E o melhor é que, como tem várias filiais espalhadas pela cidade, e o copo é refil, você pode “reabastecer” quando quiser. Os sabores são deliciosos, levemente alcoólicos, e dá para fazer infinitas misturas. Se você quiser dar uma turbinada, também pode acrescentar shots de bebidas variadas!




Todo mundo que vai a Vegas tem pelo menos um espetáculo em mente, um Cirque Du Soleil, um cabaré, um show da Britney, sei lá. Mas, se você vai visitar a cidade e não pensou em ver um show de mágica, por favor, repense! Não conheço outro lugar no mundo que tenha tamanha concentração de mágicos fazendo performances incríveis como as de lá. E eles são bem conhecidos: tem o Criss Angel, o Penn and Teller, o Mat Franco, só para início de conversa.

Minha vontade era ver todos, mas a grana era curta. Sendo assim, fomos de clássico, e escolhemos o mágico que fazia avião desaparecer desde que eu ainda usava fraldas, o maravilhoso David Copperfield. E posso falar? Não me arrependi nem um pouco! Num teatro minúsculo, ele fez desaparecer disco voador e aparecer dinossauro bem acima de nossas cabeças, e bem debaixo do nosso nariz. Vale cada centavo, gente! Siga o conselho do titio Copperfield: deixe-se levar pela magia do impossível!



Gostou? Curta e siga nossa página O Fantástico Mundo de Robbie no Facebook e no Instagram para não perder nenhum post!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...