Robbie Jacks


Embora eu já tenha deixado a escola há tempos, me lembro como se fosse ontem do martírio que era ir à escola. Então apresento aqui 10 idéias que, se fossem realidade na minha escola, teriam tornado minha vida bem mais divertida:

  • NÃO AOS UNIFORMES! - Gente, todo mundo com a mesma roupa no pátio parece aqueles filmes futuristas onde todo mundo usa macacão prateado. NÃO DÁ!
  • NADA DE PROVAS! - Provas só exercitam nossa capacidade de inventar novas maneiras de colar;
  • ENTRADA ÀS 7H? NEM PENSAR!- Manhãs foram feitas para DORMIR! As aulas deviam começar às 9, com tolerância de 30 minutos;
  • PROFESSORES LEGAIS E COMPETENTES- Os chatos merecem detenção! Se o cara te faz dormir, já para a sala do diretor!
  • MERENDA DE GRAÇA- mas nada de macarrão com salsicha! Falo daqueles salgados deliciosos da cantina, que deveriam ser distribuídos na hora do intervalo;
  • AULAS OPTATIVAS- Odeia geometria? Não quer nem ouvir falar em tabela periódica? Certas aulas deviam ser restritas a quem REALMENTE gosta do assunto!
  • ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES- Não sabe fazer make? Às 13h vai ter aula de maquiagem! Quer saber se o menino tá afim? A aula sobre "Os Sinais que os Meninos Mandam Quando Estão Afim" já vai começar!
  • APROVEITAMENTO DE ESTUDOS- por que seu conhecimento sobre esquimós não vale nada? Na escola ideal, até uma viagem ao Alaska conta pontos para seu currículo!
  • GOOGLE NOTA- Seus professores vão adorar saber que você usou suas habilidades cibernéticas para dar um ctrl+c e ctrl+v naquela pesquisa chatíssima!
  • PASSE LIVRE PARA A UNIVERSIDADE- A escola ideal manda você direto para a universidade, para qualquer curso que quiser, sem vestibular!!

Robbie Jacks


Quando nos deparamos com um grande desafio na vida, daqueles que não dá para simplesmente deixar de lado, temos apenas 1 opção: enfrentá-lo. Às vezes vemos pessoas que passaram por maus bocados na vida e estão aí, lutando e vivendo, vivendo e lutando mais um pouco. Logo desenvolvemos uma admiração pela perseverança da pessoa, a achamos corajosa, pois enfrentou seus demônios e continua aí, ou lá, dependendo de onde vc está. Mas aí eu pergunto: e tem outro jeito?

As pessoas vivem dizendo isso de mim, que sou corajosa e batalhadora. E eu continuo perguntando: e tem outro jeito? Enfrentar uma doença, um fim de namoro, uma morte, uma mudança de emprego, nada mais é do que continuar vivendo. Foi-se o tempo que a pessoa morria literalmente de tristeza, definhava, deixava o que quer que a afligisse consumi-la por inteiro. Hoje, querendo ou não, chorando ou sorrindo, a gente tem que superar os obstáculos, por simples falta de opção. Sentar no chão e fazer birra não adianta, já tentei. Uma hora a gente tem que levantar. Então não me chamem de corajosa, não queiram ter a minha "força": estou apenas seguindo em frente. E vocês, quando a hora chegar (porque ela vai chegar, acredite) também vão ver que essa "força" nada mais é do que a própria vida te empurrando para frente, para novos desafios.
Marcadores: , , , 0 comentários | | edit post
Reações: 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...