Robbie Jacks


Tá, é clichezaço dizer que dinheiro não traz felicidade, que as melhores coisas da vida são de graça, que ele não compra amigos nem verdadeiros amantes,mas, me diga: quantos mendigos felizes você conhece?

A felicidade em si não está nas cédulas e nas moedas (e nem no cartão de crédito, embora seja difícil admitir), mas nas coisas que o dinheiro te permite fazer. Não é ele a mola do mundo (ou algo assim)? O mundo gira em torno da grana, e nós também. De que adianta querer curtir um pôr-do-sol na praia se você mora no interior e não tem dinheiro pra pagar o busão? Ou querer ir naquela festa que você esperou o ano todo e não poder comprar A roupa naquela loja bacanérrima? E não poder fazer aquela viagem super esperada com a galera no verão por falta de tutu?

Dinheiro não compra felicidade, tá, eu sei, mas que a falta dele no bolso dá uma tristeza, ah, isso dá!!!
Marcadores: , , , 0 comentários | | edit post
Reações: 
Robbie Jacks


Se você se arrepende de algo que fez, então já é tarde demais.

Arrependimento até existe, mas a possibilidade de reparar um erro grave é, muitas vezes, um desejo utópico. Imagine você que, um dia, sem mais nem menos, alguém muito querido seu é assaltado e morto. Aquela pessoa que existia num segundo agora já não existe mais. Todos que dela gostavam se tornam vítimas do mesmo crime. Todas as brincadeiras, os sorrisos, tudo o que foi dito ou não dito, tudo vira lembrança. Tudo o que resta é a saudade. Dá pra viver assim?

Aí continue imaginando que, no meio da revolta em seu coração e no de todos os que sofreram a perda, alguém prenda o assassino. E ele vai a julgamento. E é condenado. Alívio sim, paz não.

Aí esse mesmo ladrão aparece nas TVs e nos jornais chorando, dizendo que se converteu e sente muito ter cometido ato tão impiedoso. Ele está arrependido, e implora o perdão do país, e este se sensibiliza. Mas eu te pergunto se perdoá-lo vai fazer com que seu espírito seja purificado, e se a família da vítima vai ter seu parente de volta, como se o arrependimento fosse uma borracha poderosíssima contra besteiras cometidas no passado.

Todos temos que conviver com as escolhas que fazemos na vida. Tomar decisões erradas faz parte dela, e se arrepender também. Quando assim acontecer, apenas olhe pra frente e tente fazer o seu melhor adiante. O mal já está feito e arrepender-se, embora seja um sentimento genuíno, não melhora muito a vida de quem foi prejudicado, mesmo que o prejudicado tenha sido você mesmo.



baseado no filme "Desejo e Reparação" e no caso do ladrão turco.


Marcadores: , , 0 comentários | | edit post
Reações: 
Robbie Jacks


O que foi essa notícia da
piauiuiuiense que gastou RIOS pra entrar no Big Brother? E NÃO CONSEGUIU??? UHUAUAHAUHAUAHUAHA, tenho que rir do desespero da amiguinha...

Pusé. O caso é que REALMENTE tem louco pra tudo nesse mundo. Tenho saudades do primeiro BBB, onde parecia que nada era armado, onde as pessoas pareciam não se conhecerem, onde as regras do jogo ainda não tinham sido esclarecidas e todo mundo ficava com aquela cara de "o que eu faço agora? ? ? "

Essa mulher (fácil? fútil? louca? ) está atrás do que todas as mulheres fáceis, fúteis e loucas estão. Cadê o reconhecimento pelo mérito, pelo talento, pelo esforço? Colocar silicone, fazer lipo e pintar o cabelo são os novos obbbstáculos no caminho da fama e do dinheiro. Estar no BBB já não é mais aquela competição pelo mais carismático e mais povão (tanto que nem tem mais participantes com cara de povo). Como se pode ver todas as noites (e dias se você tem dinheiro sobrando, saco pra aturar e muita falta do que fazer para assistir), a casa está cheia de pseudo-pessoas, com peitos de plástico e cabeça de vento. Gente sem moral pra mostrar o corpo, beber até cair, se esfregar debaixo dos edredons e humilhar publicamente o papai que tá assistindo. Na minha opinião, essa piauiabacaxiense tinha que estar lá dentro, pois já provou que é capaz de anular completamente sua inteligência e ser apenas mais um corpo, exatamente como querem os produtores do programa.
Marcadores: , , , , 0 comentários | | edit post
Reações: 
Robbie Jacks



Minha primeira reacao, antes de ver o video, foi de preocupacao: como assim um desenho animado expõe assim a homossexualidade como algo banal, normal, que naum afeta a vida de ninguem??? Sei la, me preocupei com o que poderia acontecer na cabeca de uma criancinha vendo isso...

Apos assistir ao video de abertura do desenho percebi que, de alguma maneira, o desenho eh inocente. Eh claro que a ideia de duas maes envolve uma serie de conceitos mais complexos e mais "sujos" para os adultos, assim como a ideia de um casal hetero tambem envolve questoes complexas e o "so-Deus-sabe-o-que-eles-fazem-no-quarto" fator. Para uma crianca, no entanto, o conceito de duas maes, como pareceu ser no desenho, envolve nada mais do que duas vezes mais amor, duas vezes mais atencao e duas vezes mais broncas!

As maes do desenho naum sao masculinizadas, e nao parecem expor sua sexualidade, e, para mim, eh assim que deve ser. Criancas nao devem ser expostas ao erotismo, a sensualidade, ainda mais num mundo doente como esse onde vivemos hoje.

Baseada na abertura, o unico problema que vejo eh a enfase na relacao das duas maes. Se o show se chamasse Buddy G, e ele por acaso tivesse duas maes, eu deixaria meus filhos assistirem numa boa. Porem, o show faz questao de apresentar as duas mulheres como metades de uma relacao de lesbianismo e maes do menino. Orgulho gay tem limite, e fazer as criancas focarem num aspecto da relacao dos adultos que nao as dizem respeito eh demais. Essa eu nao engoli.


assista a abertura em: http://www.youtube.com/watch?v=uy3Fb51GfdE
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...